terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

[Quero um papel bem grande]













Quero um papel bem grande
pra caber as cores do meu pensamento
com sobra pro que ainda não veio
entre as mil sutilezas e mistérios
de meu universo infinito. 





                                      Fernanda de Lima Almada

                                     21 de fevereiro de 2012
                                     22:48h

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Negação!



















E na metamorfose da vida
- devir borboleta colorida -
entre cinzas e rumores enegrecidos
retumbam mente e coração partidos
no apelo paralelo -
Incrédulo!
O NÃO ao trivial -
artificial!
ao escárnio do BANAL!




                                                       Fernanda de Lima Almada

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Arrebento a porta da estrada















Arrebento a porta da estrada
e essa pontada na aorta.

Procuro, aperto, perco
Não capturo a jornada.

Escondo, conto, peço
Não passa.

Mente sã, não lida
procura solidão.

Triste universo encontrado
sem guia, gasto.
Não há rastro.






                                     Fernanda de Lima Almada