domingo, 27 de dezembro de 2009

Ter e Ser Razão


Imagem: Niklas Sundin
_______________________________________________


De seus demônios meus pensamentos nunca protegi
Acreditando na pureza do calor do abraço
e no banho em lágrimas engasgadas não tomado.

Falsa força...
de face em farsa...

Mantos e coroas... Mitos e encenações...
Ora! Células surgem e desaparecem
e a estrela cadente nada resolverá!

A necessidade mesquinha e impensada
apenas sentida, não analisada
recorre à criatividade e tende ao conforto hipócrita.

E enxergando a verdade através de quem cega
utilizando o doce e cruel instrumento de ilusão
compreendo sua dor, fel e solidão.

A informação obtida é assimilada.
A música ouvida, agora é apreciada.

Mas sob a terra faminta e fria
Ao aguardar vermes engolirem de si cada centímetro
Mortos não sonham, apenas dormem....
E eu, que (ainda) sinto o pulsar forte e corrente nas veias
Deveria contigo cessar minha verdade em devaneio?




Fernanda
01:02h



______________________________________________

Ouvindo: Final Resistance _ Dark Tranquillity

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Deserto Íntimo


















Os toques vis e efêmeros
agora eternos venenos
a melindrar dia após dia
o doce olhar que tudo dizia.


"E, no fim, quem é o igual?
Ah! Quem dera ser racional!"


Imersa no ruído da desilusão
Perdeu-se no tempo seu espaço
Cercada pelo silêncio da solidão
na realidade fadada ao fracasso.


Lenta-mente, de bloco em bloco
o Castelo dos Sonhos desmoronou...
o desejo do Coração despedaçou...


Amanhã ou depois... 
acabou...




Fernanda








__________________________________________________________


Ouvindo: Idle Blood _ Katatonia

domingo, 25 de outubro de 2009

Honestidade...












As mãos tremem...
e temem.
Dizer? O quê?


Consciência...
clOrificada.
Pensamento...
destrutivo.


Atitude...
indiferente.
No rosto...
falso sorriso.


Nos olhos...
triste visão.
No coração...
...lamentação.


Fernanda


_______________________________________________________


"Nenhuma propriedade, nenhuma quantia de ouro e prata 
é mais estimável do que a honestidade." (Cícero)


_______________________________________________________


"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar 
a desonra, de tanto ver crescer a injustiça,
de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, 
o homem chega a desanimar-se da virtude, 
a rir-se da honra e ter vergonha de ser honesto." ()






_______________________________________________________


(...)


.

domingo, 4 de outubro de 2009

O espelho e o vento















Nele vi refletir
o que oculto o tempo eterno esconderia.
A razão do tempo agora bate e insiste em vencer
o que [n]o paraíso de tempo passado não permitiu
o vento da verdade sua face de nós se esconder.

A imagem confusa sempre intacta
A luz que cega
O som que ensurdece

O olhar que instiga
A voz que ensandece

Na ocasião ontem
No momento hoje
Na noite e dia sempre




Fernanda


______________________________________________


Ouvindo: One Last Goodbye - Anathema

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Entre Trovões e Rosas




















Um grito no escuro
E o fluxo gélido percorre seu corpo
Como a água que corta a montanha
sem nem mesmo pedir licença.


Explosões de luzes que iluminam e amedrontam
os cabelos e pensamentos emaranhados pelo vento.


Do medo à paz
Entre trovões... e rosas.








Fernanda

30/09/2009

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Dúvida Intrigante/ Intriga Duvidosa














Imagem: The Cleansing _ Niklas Sundin

__________________________________________________

E se eu prendesse minha voz muda
e deixasse emanar apenas o brilho do rosto
em nostalgia constante e eterna
até atravessar o portão do pesadelo para a quimera
que antes, por si e em si mesma,
se sonhou?



22 de Maio de 2009




Fernanda


__________________________________________________


Ouvindo: Harvest _ Opeth

.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Num certo Mundo Psi










Mente... mente...
verdadeira-mente.

Mais que ouvir...
Além-dizer...

Devir CORAÇÃO!

O corpo para conter
O abraço para acolher...
O olhar... O querer...
O Compreender...
Mais... o Aprender...

E nesse mundo semi-imersa
E o desejo de mergulhar
e sentir o gosto doce do oceano Psi

Detenho o poder se totalmente embebida
mas me jogaram de mãos atadas!
E o tridente me maltrata
Não quebra as correntes!!!

Estou afundando...

Fernanda
________________________________________________

27 de Agosto - Dia do Psicólogo

Parabéns!

________________________________________________

Ouvindo: Black River _ Amorphis

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Nem sei...












Nem sei...


Na madrugada inquieta...
o sonho e o trabalho não feito...
E na manhã que se seguiu
o futuro labor que não se realizou...

E o frio...
e o medo...
e o tremor.....

O som reminiscentemente novo...
e a sensação do antes no agora...
...ou no depois...

Não...

Talvez no "nunca"...
Talvez no "sempre"...
Talvez naquele tempo que não se consegue encontrar...


Estás escondido?

Apareça!!!


Fernanda
_______________________________


"Now there's nothing we trust" [Megadeth]


.





quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Atu-ação


"E 'eu te amo' era uma farpa que não se podia tirar com uma pinça.
Farpa incrustada na parte mais grossa da sola do pé."
Clarice Lispector


Atu-ação

Nem fugir, nem atacar
O início do espetáculo há muito...
O perigo de conseguir salvar os olhos do búfalo...
o ódio do búfalo...

Jamais o gesto anulado
Infeliz-mente infeliz...
Arrebento o meu ou teu peito?

Não fecharam as cortinas...

Faço cristais das lágrimas carregadas...
Porque não só de bem se alimenta
o puro desejo impuro...
Sem pudor...
Dor...

Eis o fim dessa cena?
Fernanda
07/07/2009

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

O apresentar-se...











A pressa toma conta da gente...
ou gente finge ter pressa...

O cisne refrescou sua cabeça no lago
e abriu as asas para sentir o vento úmido...

Um homem abriu um livro...
e sentado no banco da praça
finge ler... só para parecer intelectual...

Eu vejo as luzes do som se moverem
nessa neurótica repetição infinita...

Há tanta coisa para ser dita...
e discutida...
e aprimorada...
e respeitada...

Mas...
hoje não...
hoje não...


Fernanda
17/08/209
.